Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

O POSICIONAMENTO POLÍTICO DO CRISTÃO

Política é a participação na organização da vida na polis, a cidade. Política é a arte de governar. Não somos políticos apenas nas eleições, não são políticos apenas os representantes do poder do povo manifesto nas urnas. Todos somos políticos. Até mesmo quando não nos posicionamos fazemos política. Muitas vezes a política é vista como algo negativo, em que pessoas honestas não devem se envolver. Esse pensamento deve-se em grande parte ao elevado número de políticos corruptos (infelizmente, até entre os evangélicos). Estes são os politiqueiros. 
Politicamente, a depender das escolhas pessoais, podemos encontrar desde os apolíticos até os engajados. O posicionamento político é um exercício da liberdade individual, mas as escolhas terão reflexos na vida da coletividade. É bom lembrar que nunca poderemos ser neutros na sociedade. Mesmo as atitudes passivas podem beneficiar quem está no poder. O voto em branco, por exemplo, é uma promissória assinada e entregue a quem governará os destinos…

A PARTICIPAÇÃO DA IGREJA NAS ELEIÇÕES

O cristão, em busca de um posicionamento político coerente, deve estar atento a determinadas advertências. A começar pela consideração da eleição como um assunto sério. A negligência do eleitor é escada para políticos oportunistas. Não votar, votar em branco, votar porque o candidato é mais bonito ou porque sua música empolga mais é, no mínimo, brincar com fogo. 
Eleição também é oportunidade de santificação, combate ao pecado. Vender ou comprar voto, além de crime eleitoral é pecado. Isso deve nos causar iracúndia sagrada, pois é a principal causa da perpetuação da corrupção. A atitude dos santos no mundo deve ser crítica, de suspeita. Principalmente diante do histórico do candidato, das alianças, da família, e de quem financia a candidatura. Votar com consciência é exercer, além de um direito político, um princípio protestante (e batista): a liberdade do indivíduo. 
Toda eleição é alvo de truques e conchavos políticos e quem paga a conta no final é sempre o eleitor. Evitemos a condiçã…

A IGREJA ENFRENTANDO A REALIDADE POLÍTICA

Na oração sacerdotal (João 17) Jesus afirmou que seus discípulos não eram deste mundo, não pertenciam ao sistema de valores dominados pelo mal, mas estavam no mundo e, por isso, rogava ao Pai que os livrasse do Maligno. Assim ele concluiu também a oração do Pai Nosso. Em Romanos 12,1-2, o Apóstolo Paulo apresenta-nos o desafio da renovação da mente e da transformação do mundo de acordo com a lógica de Cristo. 
No mundo com a mente de Cristo, o cristão é um agente político na cidade onde mora, no espaço onde interage. Aristóteles (384 a.C – 322 a.C) já preconizara: o homem é um animal político, um ser racional que usa sua capacidade lógica para interagir na vida social. Como agentes políticos, participantes da organização da vida da cidade, a polis, precisamos pensar e agir segundo a mente de Cristo para assumirmos um posicionamento político coerente como o Reino de Deus. A renovação da mente (noós) nos transforma, mudando o nosso ser e fazendo-nos capazes de experimentar a vontade de D…

APRESENTAÇÃO DO CURSO "FÉ NA PREVENÇÃO"

Caríssimos (as),

Iniciei esta semana o CURSO: FÉ NA PREVENÇÃO e passarei a divulgar aqui o material e as experiências objetivando a socialização e o despertamento. Acompanhem também nas redes sociais:
Twitter: @petronioborges Facebook: Petronio Borges Orkut: Petronio&Ana Borges Mensseger: petronioborges2@hotmail.com
APRESENTAÇÃO
O curso Prevenção do Uso de Drogas em Instituições Religiosas e Movimentos Afins – “Fé na Prevenção” é promovido pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD) órgão integrante do Ministério da Justiça, é executado pela Unidade de Dependência de Drogas (UDED) do Departamento de Psicobiologia e pelo Departamento de Informática em Saúde (DIS) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), e objetiva capacitar 5000 (cinco mil) pessoas de todo o Brasil, que desempenham papel de lideranças religiosas ou que atuam em movimentos afins, para ações de prevenção do uso de drogas e outros comportamentos de risco, bem como na abordagem de situações que requeira…