domingo, 8 de junho de 2014

DIA DO PASTOR (HOMENAGEM) - MISSÃO A PARTIR DO MISTÉRIO





Compartilho o esboço do sermão pregado hoje na posse do Pr. Daniel Dos Santos na Segunda Igreja Batista em Candeias-BA.

Uma forma que encontrei para agradecer a Deus pelo ministério pastoral e homenagear os pastores que Deus escolheu para pastorear minha vida e minha família:

-Pr. Osias Antonio Lima (1990-1994) - Primeira Igreja Batista em Itamari-BA;

-Pr. Arno Arno Hübner (1994-1995) - Igreja Batista de Jaguaquara-BA;

-Pr. Jeremias Sousa Brito (1995-1996) - Igreja Batista El Saddai-Jagaquara-BA;

-Pr. João Macena (1996-1997) - Igreja Batista El Saddai-Jagaquara-BA;


-Pr. José de Almeida Paula (1998-2001) - Igreja Batista El Saddai-Jagaquara-BA;

21/06/2003 - Consagração e Posse na Igreja Batista Sião em Camaçari-BA;

15/01/2011 - Posse na Primeira Igreja Batista em Catu-BA;

Aos pastores-líderes denominacionais batistas;

Aos pastores-professores do Seminário Teológico Batista do Nordeste;

Aos pastores-amigos na Região Metropolitana de Salvador;

Ao pastor-irmão-mais-velho Iran Fábio Alves

Ao pastor-amigo-padrinho Rogério Souza

Ao pastor-amigo-colega Jean Santos

Ao pastor-amigo-mais-chegado-que-irmão Tarcísio Farias Guimarães

Ao pastor-amigo-mentor Bud McCord



MINISTÉRIO PASTORAL: 

MISSÃO A PARTIR DO MINISTÉRIO

Colossenses 1:24-29

“...o mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos, aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória” (26-27).

Mistério – “Cristo em vós” / “Messias entre as Nações” / “Cristo nas nações”

A missão a partir do mistério é um...

I – PRIVILÉGIO

"Agora, me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do seu corpo, que é a igreja, da qual me tornei ministro de acordo com a dispensação da parte de Deus, que me foi confiada a vosso favor, para dar pleno cumprimento à palavra de Deus" (24-25)

- O "sofrimento" com as "aflições de Cristo" é experimentado pela "comunidade do Messias" entre a Ressurreição e a "Parousia" para que Cristo seja "tudo em todos";
A missão a partir do mistério tem um...

II – PROPÓSITO

"o qual nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo".

- "Perfeição é o alvo do discipulado" (Carlos McCord). O amor é o vínculo da perfeição (3.14) e perfeição é amar;


A missão a partir do mistério recebe...

III - PODER

"para isso é que eu também me afadigo, esforçando-me o mais possível, segundo a sua eficácia que opera eficientemente em mim" (29)

- A única atitude digna diante da sublimidade do ministério é experimentar "as dores de parto do Messias" sabendo que Deus tem o controle do resultado.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

CRESCIMENTO DA IGREJA: CELEBRAR E REFLETIR



O crescimento numérico da igreja evangélica no Brasil nas últimas décadas é um fato. Devemos celebrar. Contudo, cabe uma reflexão sobre o papel a ser exercido por ela na nova posição assumida no cenário nacional.

A SEPAL
Servindo a Pastores e Líderes apresentou, em 2006, um estudo sobre esse fenômeno: “O desafio da liderança e o crescimento da igreja”. Esta análise parte da projeção do crescimento da igreja evangélica brasileira para 2020 e discute a situação baseada em dados do IBGE e em pesquisas próprias. Segundo os pesquisadores, os evangélicos sairiam de 40 milhões (21,5%) em 2006 para 110 milhões (46,7%) em 2020. Estamos no meio do caminho desta projeção e já podemos atestar a concretização de algumas conclusões do estudo. No caso batista, a Convenção Batista Brasileira sai da última assembleia geral em João Pessoa-PB (2014) com 1.608.073 membros em 8.357 igrejas e 4.463 congregações.

Josué Campanhã, que liderou a equipe da SEPAL, parte de uma constatação: em duas décadas de crescimento contínuo (1980 a 2000) corremos o risco de não “mudar a cara do Brasil”. Consideramos a superficialidade espiritual e a rejeição à estrutura, inclusive à liderança, como fatores principais para fazer com que apenas 1/3 dessa igreja esteja nos templos aos domingos. Cresce uma nova face dos evangélicos: os sem-igreja. E os sem-religião cresce tanto quanto ou mais do que a própria igreja a reboque dos escândalos protagonizados por ela. Não por acaso experimenta-se um recrudescimento do avanço missionário transcultural e no interior do Brasil comparativamente ao adensamento evangélico nas regiões metropolitanas e grandes cidades.

A conclusão da pesquisa vem em forma de pergunta: Que diferença todo este crescimento está fazendo neste país? Além do rótulo “gospel”, qual é a diferença que a sua igreja ou organização faz?
Celebrar crescimento numérico sem refletir sobre as oportunidades e os riscos gerados por ele seria suicídio. A posição atual da igreja evangélica no Brasil permite que sua influência sobre os destinos do país seja decisiva. Mas o caminho a ser trilhado passa longe do sensacionalismo da mídia ou do triunfalismo da política partidária.

Crescimento deve ser um resultado natural da experiência autêntica com o poder do evangelho que transforma pessoas e estruturas sociais. Como igreja local queremos o crescimento que venha como sinal da presença de Deus na vida da igreja e da presença da igreja na vida da cidade cumprindo a agenda do Reino de Deus. Assim, mudaremos a cara da cidade a partir do testemunho de nossa própria mudança e envolveremos mais pessoas com o agir redentor de Deus no mundo.

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

PIBCATU: MISSÃO, VISÃO E VALORES





O QUE É A PIBCATU?

Igreja cristã evangélica batista organizada em 29 de junho de 1923 como fruto da expansão do trabalho batista na Bahia, filha da Primeira Igreja Batista do Brasil, em Salvador, filiada à Convenção Batista Brasileira e à Convenção Batista Baiana.

Igreja indica que as pessoas que a compõem sentem-se “chamados para fora”, do pecado para a salvação, do controle do mundo para o serviço a Deus, do egoísmo para o amor fraternal.

Cristã comunica que somos discípulos de Jesus Cristo, alinhados com o cristianismo histórico.

Evangélica informa nossa identificação com a tradição cristã que tem origem na Reforma Protestante do século XVI.

Batista marca nossa posição como segmento do protestantismo.

POR QUE EXISTIMOS? MISSÃO

Nossa missão é SER PIB—Presença do Reino de Deus, Inspirada na Vida de Jesus, Buscando amar sem parar.

O QUE QUEREMOS SER? VISÃO

A PIBCATU é um referencial de Deus como igreja marcada por conteúdo bíblico, fervor missionário, relacionamentos saudáveis e responsabilidade social.

QUAIS VALORES NORTEIAM NOSSA CONDUTA NO CUMPRIMENTO DA MISSÃO E VISÃO? VALORES

  • Identificação com os princípios e doutrinas batistas;
  • Cooperação denominacional em todos os níveis;
  • Integridade e transparência em todas as ações;
  • Fidelidade e defesa da igreja chamada “família”;
  • Aprendizado contínuo da excelência em tudo que faz;
  • Priorização do ser humano e sua dignidade;
  • Cuidado mútuo entre todos;
  • Responsabilidade socioambiental;

UM NOVO ANO, DOIS PASTORES E UM MINISTÉRIO DE TODOS




Começamos este novo ano com dois grandes desafios: efetivação do ministério pastoral colegiado da PIBCATU e a implantação da nova estrutura administrativa do COLÉGIO BATISTA DE CATU. Todo trabalho desenvolvido nos últimos três anos terá sua culminância em 2014. Continuamos dependendo de Deus e queremos cooperar com Ele.

Cremos que Deus dá pastores como dons para a igreja, mas o ministério é da igreja. O Profeta Jeremias foi uma voz de Deus em Israel ensinando: “dar-vos-ei pastores segundo o meu coração” (Jr. 3:15). O apóstolo Paulo confirmou esse ensino bíblico escrevendo aos Efésios: “Ele mesmo deu uma para... Pastores-mestres” (Ef. 4:11). O objetivo de ter pastores na igreja é o “aperfeiçoamento dos santos para a obra do ministério”. Aprendemos que os pastores cooperam para edificação de uma igreja saudável que, por sua vez, terá condições de exercer os dons concedidos pelo Espírito Santo.

Na PIBCATU em 2014, com a chegada do casal Pr. Jean Luis e Fabiana Santos daremos início a um novo formato de ministério pastoral que incluirá dois pastores efetivos, um titular, que além do pastorado assume a presidência, e outro auxiliar. Desde novembro último, temos buscado um alinhamento da liderança geral da igreja em torno de uma declaração de missão e visão, de importancia central na organização do ministério da igreja. No mês de janeiro lançaremos as bases bíblicas e teológicas através de pregações e estudos. Em fevereiro iniciaremos o processo de capacitaçao de toda a equipe ministerial.

O Colégio Batista de Catu, entidade mantida pela PIBCATU atuará em 2014 com um novo sistema de gestão, mas continuará com o mesmo lema da antiga Escola Educacional Batista: “Educação de qualidade com princípios cristãos”. “O Batista”, como é conhecido o Colégio na cidade manterá sua confessionalidade. Para isso, o Pr. Jean Luís, além de professor será o Capelão da instituição. A irmã Fabiana Santos atuará gestão financeira com o objetivo de manter a saúde e a estabilidade institucional conquistada nos últimos três anos sob a liderança do Pr. Rogério Souza.

Contamos com as orações e o apoio de todos nessa nova fase. Caminharemos na certeza de que Deus continuará no controle. Recebemos com carinho o Pr. Jean Luís e Fabiana Santos como novos cooperadores dessa obra que sabemos, Deus está realizando através de todos nós.