Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2016

TEMPO DE MUDANÇA

Depois de um período dedicado a oração, conversas com a família e reuniões com a PIB em Catu-BA decidimos aceitar o convite da PIB em Divinópolis-MG para compor o colegiado ministerial como pastor auxiliar na área de formação cristã. Entendemos que o ciclo ministerial se cumpriu na PIB em Catu-BA e que Deus está conduzindo nossa família para um novo formato de ministério.
Temos recebido muito carinho neste momento e sabemos que é fruto de um relacionamento de amor e serviço ao longo dos últimos seis anos. Agradecemos pela oportunidade de servir, pelo apoio no trabalho, pelo cuidado nos momentos difíceis, pelo carinho com a família.
Deus também nos agraciou com o privilégio de servir ao lado de outros pastores. Aprendemos com o Pr. Lourival Bastos, pastor-emérito. Agradecemos ao Pr. Rogério Souza por ter estado ao lado no início dessa caminhada. E destacamos a amizade do Pr. Jean Santos e Fabiana que tornaram o ministério uma experiência rica e agradável. A permanência deles na igreja …

CIDADÃO CATUENSE - DISCURSO DE AGRADECIMENTO

Excelentíssimo Senhor Marinildo Alves Vasconcelos, presidente da Câmara Municipal de Catu-Ba, em nome de quem cumprimento os demais vereadores.
Excelentíssimo Senhor Geranilson Requião, prefeito da cidade de Catu-Ba, que completa hoje 148 anos de emancipação política.

Demais autoridades presentes ou representadas.

Dirijo meu agradecimento primeiramente a Deus, a quem é devida toda honra e louvor, para sempre, pois somente Ele é perfeito e poderoso, e apesar da glória que lhe é devida, se digna em escolher, no meio do seu povo, servos a quem concede o privilégio de ministrar a sua Santa Palavra.

Agradeço ao Vereador Eneias Medeiros, proponente do meu nome para receber o título que hoje me é outorgado por esta Casa bem como a todos os vereadores por terem aprovado a proposta. Como membro da Primeira Igreja Batista em Catu, o irmão Enéias, juntamente com seu pai, irmão Eliseu Medeiros, certamente teve sua generosidade motivada por conhecer o ministério da igreja e saber que foi como seu past…

TÍTULO DE CIDADÃO CATUENSE

Ao tempo em que agradeço pela homenagem a mim concedida pela Câmara Municipal de Catu-Ba, atribuo automaticamente a honra do título recebido à Primeira Igreja Batista.
O meu vínculo com a cidade se estabeleceu a partir da posse no pastorado da igreja e a oportunidade de exercer nela minha vocação permitiu que tão cedo, menos de seis (06) anos, me fosse outorgado.
A PIBCATU, como primeira igreja protestante do município bem como sua penetração na vida social da cidade através da presença de seus membros em diversos seguimentos, leva o seu ministério pastoral ao reconhecimento da sociedade local.

VIDA - GRUPO TAUATÓ

VIDA - GRUPO TAUATÓ
Flávio Regis/Jader Gudin

É tão lindo
o sol nascendo
Na paisagem da minha janela

Iluminando,
dando cor à vida
Acariciando a perfumada flor.

E do silêncio
uma suave brisa
A doce música da criação

Ao mesmo tom
preenchendo a sinfonia
Um passarinho a procurar o pão

Olhai, quanta perfeição
Meu Pai, vem das tuas mãos

Toda vida manifesta o teu poder
Grande paz irá permanecer

Olhou,
viu que era bom.

CRISE TEMERÁRIA

A partir de hoje e por até seis meses o Brasil passa a ter dois presidentes. Enquanto Dilma desce a rampa do Planalto para defender-se no processo instaurado pelo Senado, Temer troca a cadeira de vice pela posição histórica de presidente não-eleito. Temer não é a solução para a crise porque a crise é temerária. Ele foi o principal operador da oposição para aproveitar a perda gradativa de apoio politico do governo Dilma. Para tanto aliou-se a Eduardo Cunha, afastado da presidência da Câmara por ser réu no Supremo Tribunal Federal e a Aécio Neves, investigado pela Operação Lava-Jato. Se o objetivo de Temer era oferecer o mínimo de previsibilidade econômica ao mercado financeiro diante do caos econômico gerado pelos governos petistas, ele não conseguiu dar sinais de que o seu governo paralelo ou tampão será diferente. Os partidos aliados não permitirão que os notáveis atravessem a ponte para o futuro. A crise econômica tem um fundo político e a corrupção generalizada é a causa original d…

É NELE! - STÊNIO MARCIUS

É nEle que que nos movemos
Vivemos e existimos
É nEle, é nEle
Se amo, falo, choro ou canto
É nEle que tudo acontece
É nEle, é nEle

Batidas do meu coração
Dependem desse Maestro
E até o ar que eu respiro
É Ele mesmo quem me dá

Em volta da mesa com os meus
Celebro com vinho a vida
É Ele quem dá gosto a tudo
Com Ele a alegria sempre está.

É nEle que eu descanso
Pois sei em Quem tenho crido
É nEle, é nEle
Fui salvo por Sua graça
Eu trago comigo esta glória
É nEle, é nEle

Arrasto por onde vou
Correntes de amor eterno
E grito ao universo inteiro 
Quem d'Ele vai me separar?
Silêncio na terra e no mar
Silêncio nos mundos distantes
Pois nada me arranca dos braços 
Daquele que me amou primeiro!

MURO NA ESPLANADA

Pela segunda vez em menos de trinta anos (1992-2016) a jovem democracia brasileira lança não de um dos seus instrumentos mais radicais, embora constitucionalmente previsto. O debate político entre governo e oposição na Câmara sobre a admissibilidade do impeachment divide o salão verde entre esquerda e direta e é acompanhado do lado de fora por manifestantes divididos pelo muro metálico de um quilômetro ao longo do gramado da Esplanada dos Ministérios. Outro muro, o da intolerância, vem crescendo desde a última eleição presidencial. Independente do resultado de amanhã, o Brasil precisa derrubar esse muro e convergir em torno de um projeto de saída para a crise. A liderança de tal projeto não está em nenhum dos lados do muro, muito menos em quem escolheu ficar em cima dele. O povo tem sinalizado tanto nas ruas quanto nas redes sociais que o impedimento da presidente Dilma com a substituição pelo vice Temer pode agravará a crise política e econômica. Nem uma nem outro reúne as condições …

O JUIZ E AS RUAS

Quando as ruas hostilizam políticos como oportunistas e aclamam um magistrado como "Salvador da Pátria" é porque já chegamos ao ponto mais grave da crise institucional pela qual passa o Brasil. Depois da equivocada condução coercitiva do ex-presidente Lula, o juiz Sergio Moro revelou a motivação política por traz da Operação Lava-Jato, que já vinha sendo questionada por conta dos vazamentos seletivos e agora prede credibilidade em função da divulgação ilegal de escutas telefônicas envolvendo a Presidente. Essa politização do judiciário consegue ser mais ameaçadora à democracia do que a judicialização da política. O uso ideológico do messianismo, tão enraizado na cultura brasileira, extrapolou as raias da política partidária e alcança o Poder Judiciário, fabricando heróis midiáticos. Primeiro, Joaquim Barbosa, no episódio do Mensalão. Agora, o Rei da República de Curitiba. Se rejeitamos esta visão superficial e leviana, própria da narrativa político-partidária, que inventa sa…

OPOSIÇÃO SEM POSIÇÃO

Diante do retorno de Lula ao palanque, de onde as oposições não desceram, os partidos liderados pelo PSDB e setores do PMDB, intensificam a articulação para antecipar 2018. Lula é o maior líder popular do Brasil e se tornou um símbolo nacional. Agora, a sua vitimização se torna a única estratégia de mobilização da militância do PT. O PT, que fez da oposição sua escola de guerra, sabe que o ataque é a melhor defesa e começa a armar o contragolpe. Enquanto isso, o país caminha para a depressão econômica. O governo Dilma é incompetente e incapaz de unir as forças políticas, nem mesmo em sua base. Contudo, o mais preocupante é saber que a oposição se mostra sem posição e faz da alternância de poder seu único projeto. Qual a proposta para o combate à corrupção? O que se propõe para tornar o Estado mais eficiente? Existe um projeto de Nação? O PT, enquanto era oposição, respondia eloquentemente a esses questionamentos. Uma vez na situação, preservou a retórica, mas perdeu a credibilidade. …