segunda-feira, 6 de junho de 2016

A IMPORTÂNCIA DE SONHAR

"Teve José um sonho, que contou a seus irmãos; por isso o odiaram ainda mais". (Gênesis 37:5)

Os sonhos tiveram uma importância essencial na vida de José do Egito. Mas os filhos de Jacó ficaram furiosos quando seu irmão mais novo anunciou que governaria sobre a família. Ele já havia sido favorecido pelo pai como um príncipe. Agora, seus irmãos estavam prontos para explodir de inveja e ódio assassino por tamanha audácia do menino. Mas aquela atitude poderia ser apenas fruto de imaturidade adolescente diante da providência divina. Sonho é o desejo de ter ou realizar, projetar um futuro melhor. Mas a visão de um futuro preferível, uma perspectiva de avanço pessoal, sempre gera algum tipo de oposição. Quem sonha torna-se alvo de inveja, ódio e até violência. Nem por isso deve deixar de sonhar. O mais importante é avaliar a motivação, se o projeto de vida almejado não é um reflexo da cultura de prosperidade e prazer, preso a uma competição irracional diante de um mundo regido pelo desempenho, a resposta social e os resultados materiais. Quem sonha orientado por Deus não deseja o que todos querem. Deus tem planos para nós e devemos submeter nossos sonhos ao que Deus planejou crendo em sua providência e confiando na promessa de que não estaremos sozinhos no caminho para realizar. Quando o sonho é aprovado a realização é dele.