quinta-feira, 28 de abril de 2016

SUSTENTADOS PELA FÉ

"Pois o SENHOR, o Deus de Israel, diz isto: “Não acabará a farinha da sua tigela, nem faltará azeite no seu jarro até o dia em que eu, o SENHOR, fizer cair chuva. ” (1Rs 17:14)

A multiplicação sobrenatural do alimento para uma viúva estrangeira e pobre pelo profeta Elias ilustra bem como o suprimento divino na vida do crente é um milagre diário. Elias não era um homem rico ou influente. Era apenas um profeta de Deus fugindo da perseguição e por suas características rústicas fora reconhecido pela mulher de Sarepta, no litoral palestino. O Deus revelado em Elias confunde as expectativas humanas invertendo os valores do mundo. A mulher confiou na palavra do profeta esvaziando-se de qualquer resistência interior e aventurando-se em viver sustentada na promessa do Deus de Israel.
Jesus é o "pão da vida" que se multiplica espontaneamente a partir do nosso interior sustentando nossa alma diante das dificuldades. Quando o recebemos por fé, abrimos o ser para conhecer o poder de Deus em nosso auxílio, sempre em momento oportuno, mesmo no "dia mal". Passamos a viver em esperança, descansando em Sua presença que provê tudo que é necessário. Essa presença perfeita e poderosa nos capacita a repartir com o próximo o que consideramos pouco ou insuficiente. A partir do relacionamento com Jesus, pela fé, podemos servir em amor.
Mas esvaziar o ego deve ser o milagre que precede o enchimento com os recursos materiais. Quando oferecemos a Deus tudo o que somos ou possuímos estamos preparados para receber dele o que será necessário para viver debaixo da sua glória na certeza de que não seremos decepcionados no dia da dificuldade. A fé sendo testada em seus limites, quando os recursos se esgotam, abre a alma para o agir de Deus.