Pular para o conteúdo principal

ATÉ QUANDO? ATÉ ONDE?

Delegados, procuradores e magistrados comandam o Brasil hoje. Eles estão perguntando: “até quando? ” E também afirmando: “vamos até o fim!” A diligência seguirá nesse rumo. Vive-se um momento em que cabe ao Judiciário interferir nos demais poderes para restabelecer o equilíbrio. O jogo político entre Executivo e Legislativo tem levado o povo a perder dramaticamente a confiança. Na democracia a mutabilidade e o ‘jogo’ político são a matéria prima para construção de uma Nação. Lamentavelmente o que se assiste é a degeneração desse processo, o ‘poder pelo poder’, conspirações para manutenção de cargos, tentativas de barrar investigações. Raramente se encontra quem pensa em soluções para a crise nacional. O Brasil encerra o ano sem encontrar alternativas para os problemas da economia. O círculo vicioso entre a necessidade de um pacto político e a urgência de medidas de austeridade prolonga a recessão. Contudo, a verdadeira crise tem um fundo psicológico. A população busca na Polícia Federal, no Ministério Público ou no Supremo a possibilidade voltar a confiar. E enquanto acompanha os desdobramentos no cenário federal, deve assumir uma nova postura diante das eleições municipais para que não seja necessário levar a esperança até a porta da delegacia.

Postagens mais visitadas deste blog

CONVITE PARA POSSE

SITES SOBRE TEOLOGIA E PESQUISA BÍBLICA