sábado, 4 de fevereiro de 2012

PERDÃO QUE GERA ESPERANÇA

Deus é capaz de transformar a tragédia do pecado numa história de esperança. A esperança para a humanidade perdida no pecado está no perdão de Deus. 
O profeta Miquéias expõe a ruína de Israel como consequência do pecado que se tornara universal (“ Pereceu da terra o homem piedoso; e entre os homens não há um que seja reto” - 7,2) e suplica por misericórdia esperando no sublime perdão de Deus. 
Miquéias mostra como a degeneração espiritual levaria inevitavelmente ao julgamento sobre toda a terra. A nação de Judá estava prestes a cair, a não ser que se voltasse para Deus, arrependendo-se de todo coração. 
O estilo da literatura profética conjuga denuncia e anuncio. As ameaças provem do pecado. A esperança tem âncora na misericórdia de Deus. Para a situação mais desesperadora do homem diante das conseqüências do pecado, Deus tem no seu perdão uma resposta esperançosa. E este perdão apresenta, conforme a profecia de Miquéias, aspectos distintivos: 
É INCOMPARÁVEL. Manifesta o caráter amoroso de Deus para com o pecador. “Quem é Deus semelhante a ti... que perdoas a iniqüidade... se deleita na benignidade” – (v. 18) 
É DEFINITIVO. Neutraliza a crueldade da memória do pecado na vida do pecador. “Tu lançarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar” (v.19). 
É LEAL. Afirma a fidelidade de Deus em cumprir o seu pacto salvífico. “... conforme juraste a nossos pais desde os dias antigos” (v.20). 
Este conceito de perdão é encontrado na belíssima música de Silvestre Silvestre Kuhllmann, O Riso de Adão: 
"Oh! Bondade sem fim, bondade imensa
Tiras de tanto mal um bem tamanho?
Tu transformaste em luz a treva densa
E até do meu pecado causas ganho?" 
Seja qual for o estado do pecador Deus é capaz de perdoá-lo quando verdadeiramente arrependido. "O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia" (Provérbios 28: 13). Isso faz-nos olhar para o passado como alívio e para o futuro com esperança. Quando o pecador sente-se perdoado torna-se capaz de experimentar leveza interior e paz nos relacionamentos, pois o perdão gera esperança.